O Professor Cidadão.

 

Matias Cardoso é uma pacata cidade do extremo Norte de Minas Gerais. Ela disputa com Mariana, o título de primeira cidade mineira. Aliás parece que Matias é desfavorecida pela infra-estrutura, mesmo sendo de fato a primeira cidade de Minas Gerais, ainda não pode desfrutar dos méritos do título, apenas porque, não possui condições logísticas para hospedar uma vez ao ano o governador do estado e sua comitiva; ocasião em que a sede do governo é transferida para a primeira cidade do estado. Os bandeirantes começaram o processo de colonização de Minas, navegando nas águas do velho Chico, foi em Matias que atracaram  e se instalaram, o nome da cidade é homenagem ao bandeirante que comandava a expedição. A igreja histórica construída pelos bandeirantes, ainda está lá para nos fazer lembrar o passado da cidade.

 

A breve introdução é bem instrutiva, mas não é de Matias Cardoso, que quero falar, e sim de um de seus ilustres moradores. O professor Luciano Lima, formado em História pela UNIMONTES, leciona a disciplina na Escola Estadual Dom Bosco, na referida cidade. Casado, pai de três filhos, militante político e de Direitos Humanos, engajado na defesa de causas sociais da maior relevância, participa ativamente como membro de diversos conselhos comunitários, contribuindo com seus conhecimentos para a construção de uma sociedade mais justa em Matias Cardoso.

 

O professor cidadão, ainda encontra tempo para liderar a congregação batista da cidade. E, é aí que eu tenho com ele contatos mais íntimos. Não poderia de maneira alguma passar por esta região e havendo militado ao lado de tão nobre guerreiro, deixar passar desapercebido. Foi uma honra para mim, pastorear e me tornar amigo deste honrado homem do céu. Luciano, ou Lú, como gosto de chamá-lo, é o tipo de pessoa que marca sua geração, homem de compromisso, ético, verdadeiro, fiel, corajoso e incorruptível. Sempre inabalável, é um sonhador! Tamanhas são suas aspirações que as vezes soa utópico; mas, determinado como é, transformaria se preciso fosse, utopia em realidade.

 

Conhecer pessoas assim, faz o ministério valer a pena. Valeu Lú! Pelas almas alcançadas, pelos encontros realizados, pelos batismos ministrados, pela comunhão gozada, pelas conquistas e pelas lutas! Valeu mesmo! Já estou sentindo saudades! Acredite, no momento em que escrevia este depoimento, não pude me conter e as lágrimas banharam meu rosto. Tenho algumas frustrações: estivemos sempre tão próximos geograficamente, mas, separados pelo Velho Chico; gastei mais tempo ao lado de gente que não sonha, do que com você; Não pude dar a você o apoio que você merece, nas horas mais difíceis... Mas vou levar comigo aonde eu vá, o exemplo de um guerreiro e amigo fiel. Todos os dias louvo a Deus por sua vida, Ele te fortalecerá, a luta continua! Não esmoreça, você é exemplo dos fiéis.

 

Quanto a mim, sigo mais forte, mais humano, mais convicto de alguns valores nobres, tais como: existem amigos mais chegados que irmãos, você é um deles. Ore por nós, nossos sonhos não morreram, foram renovados e ampliados. O seu testemunho vai se ampliar em outros lugares, será comunicado a outras pessoas... A luta continua companheiro! Cristão verdadeiro, pai amoroso, esposo dedicado, pastor vocacionado e professor cidadão.

 

Pastor JJ Araújo – Aos bons amigos e as boas lembranças!



Escrito por Pr. José Jocely Silva Araujo às 05h26
[] [envie esta mensagem] []



SONHO

 

Ver imagem em tamanho grande

Definitivamente insano! É assim que me traduzo neste momento. Parece que poucos insanos como eu, insistem em continuar na contra mão, correr os riscos, enfrentar os perigos, passar pelas vias do desprezo, entregar-se de bandeja aos algozes... Muitos destes meus pares são celebres, já trilham o caminho do sucesso, tudo o que tocam vira ouro; atrevem-se a desdenhar do que um dia aprovaram e lhes rendeu o prestigio de mídia que hoje gozam. Sou menos sensato, menos eloqüente, menos responsável, menos capaz! Sou um desconhecido! Isso me provoca risos! Sou afoito, ousado, atrevido, teimoso, curioso, insano!

 

Há momentos em que agradeço a Deus pelo anonimato, esta situação mantém-me a salvo da Arena; por ser tão desprovido da voracidade dos grandes gladiadores, seria eu, apenas presa fácil para leões vorazes de carne cristã. Contudo, não desisto do sonho de fazer parte do primeiro escalão, do grande e seleto time; hoje, sou apenas amador em categoria de base. Persigo insistentemente o sonho, tantas reprovações não me desanimam, pelo contrário, me motivam! Ah, sim, me deixa dizer: comecei tarde, a vida não me sorriu com muitas oportunidades. Sei que elas existem; mas, eu sempre tive de cavar muito fundo a procura delas, são minérios preciosos. 

 

Acredito nos pequenos começos. Nasci assim e até aqui ainda vivo deles; mas não quero morrer sem ver crescer a árvore que plantei! Meu Pai Celestial me dá a capacitação para eu construir um futuro melhor, se não for pra mim, será para minha prole...  Estou regando, pois o crescimento só poderá vir d’Ele. Quando perco a noção do tempo que resta, me distraio contemplando o belo ou registrando meus delírios. A vida segue em compasso desritimado, sonhos e tragédias se encontram nas grandezas das escuras avenidas sinuosas. É elementar que dentro em pouco, ou em poucos dias, veremos nascer um novo momento, cruzaremos mais um horizonte de mistérios e novidades.

 

Aos que acreditam na generosidade do criador, sempre haverá esperança; não há porque temer o futuro, por mais que incerto seja, ele trará consigo a beleza viva do recomeço, a poesia do novo dia. Onde se escondem os lindos momentos, não sei! Mas, certo é, tarde ou cedo virá o consolo desejado, o desfrute do encanto sonhado, enfim; valeu a pena  esperar. Tão pequeninos vimos ao mundo, sem nada trazer. Despojados de tudo voltaremos ao regaço, ao cosmos que transcendi a metamorfose humana, a metafísica que não se explica com explanação do logos, ao deleite do mais profundo e perfeito reino, arrebatados seremos ao mais intenso gozo, é maravilhoso sonhar!

 

JJ Araújo – O Sonhador!

 



Escrito por Pr. José Jocely Silva Araujo às 23h31
[] [envie esta mensagem] []



 

DÍZIMO.

 

São constantes as indagações que nós pastores ouvimos a respeito do Dízimo. Os argumentos são diversos; dizem:

*O dízimo é uma doutrina do Velho Testamento.

*Ele era cobrado para sustento do templo em Jerusalém, não se aplica aos templos cristãos.

*Não concordo com a maneira como os dízimos são usados em minha igreja.

*No Novo Testamento não há uma doutrina clara sobre o dízimo...

 

Bem, poderia começar com Malaquias 3:10, mas como a questão é o dízimo cristão, é  interessante abordar os versículos no NT. São poucos, realmente não estão claramente aplicados como doutrina, mas basta uma simples compreensão dos textos, para entendermos que o dízimo também é para a igreja cristã um princípio de fidelidade e benção.

 

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé; deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas. (Mt 23:23)

Aqui Jesus nos ensina que não é errado dizimar, desde que o propósito seja sincero. 
Eu procuro obedecer a Cristo; por isso sou dizimista.

A mesma coisa se aplica em relação a ceia e o batismo, sem propósito e sinceridade estas coisas não tem valor algum. No caso da ceia, Paulo adverte sobre os riscos que corre quem faz com hipocrisia. Acredito que a hipocrisia também está no ato de dizimar ou deixar de dizimar. Não preciso dizer o quanto a hipocrisia aborrece ao Senhor, não é?!

 
A quem também Abraão deu o dízimo de tudo, e primeiramente é, por interpretação, rei de justiça, e depois também rei de Salém, que é rei de paz; (Hb 7:2)

Aqui, entendo que o Dízimo foi apregoado por Cristo (Melquisedeque), e é recebido por ele. Abraão é o primeiro crente a entender esta doutrina, antes da lei. Cristo a graça que transcende a lei, é quem recebe o dízimo, não somente o de Abraão; mas de todos os crentes em todos os tempos.

Considerai, pois, quão grande era este, a quem até o patriarca Abraão deu os dízimos dos despojos. (Hb 7:4)

Mas aquele, cuja genealogia não é contada entre eles, tomou dízimos de Abraão, e abençoou o que tinha as promessas. (Hb 7:6)

E aqui certamente tomam dízimos homens que morrem; ali, porém, aquele de quem se testifica que vive. (Hb 7:8)

O dízimo que deposito no gazofilácio, coloco aos pés de Jesus! É exatamente isso o que sinto, me faz muito bem. Entendo que ao entregar meu dízimo, entrego voluntariamente minha vida para servir.

Meu dinheiro me representa, pois para ganha-lo uso meu tempo, saúde, inteligência, força... Entregar o Dízimo é entregar a vida! Pode parecer muito simbólico, a ceia e o batismo também são. Nem por isso podem ser negligenciados.

O que os líderes fizerem com esses recursos, deverão prestar contas a Deus. Usar este argumento para não dizimar é paliativo e sem fundamento. Se há duvidas em relação ao uso do seu dízimo, é aconselhável procurar uma congregação séria onde as coisas são transparentes.

O dízimo deve ser trazido ao templo, antes de tudo é importante ressaltar que, na dispensação da graça o templo somos nós. Não sou só eu, eu sou pedra viva deste templo; mas, somente com os outros irmãos sou um templo completo. Assim posso entender nitidamente que é no local aonde nos reunimos que deve ser entregue o dízimo, para sustento do templo, que é a Igreja, que somos nós! Não é a organização eclesiástica, é o organismo vivo, o corpo de Cristo que é sustentado pelo dízimo.

O crente não deve dizimar só para prosperar ou repreender o devorador. O objetivo fundamental é servir ao Senhor.

Alguém dirá:
- Mas não é Deus quem vai usufruir o dinheiro do dízimo?!

Sim é Deus! O dízimo será usado para o proveito do corpo, a igreja, todo o bem que fazemos ao próximo, fazemos a Deus!

Alguém dirá:
- Dou minha vida, não preciso dar dinheiro!

Ninguém consegue renunciar a própria vida, se não consegue renunciar nem ao dinheiro!

Lembra disso? Vai, vende o que tens e dá aos pobres.

Jesus não queria os bens do Rapaz. Apenas provou que ele não estava realmente disposto a segui-lo, pois não sabia amar como afirmara. No caso de Zaquel, foi o publicano quem se dispôs a dar os seus bens. Provou que o amor que sentia pelo senhor e pelas pessoas, era maior do que qualquer apego ao dinheiro.

A capacidade de amarmos a Deus, está relacionada a capacidade de renunciarmos o dinheiro. Ninguém pode servir a dois Senhores.

E, por assim dizer, por meio de Abraão, até Levi, que recebe dízimos, pagou dízimos. (Hb 7:9)

Pastor que não dizima é impostor!
O dízimo não serve para enriquecer denominações, nem pastores. O dízimo estabelece o nível de fidelidade de todos os crentes em Cristo!

Finalmente: O Senhor fala Dízimo (décima parte), não é nem a nona e nem onze avos, é a décima. Independente se no VT ou NT, quem fala é o Senhor: trazei o dízimo!. E, as ofertas alçadas...

Como vimos em Hebreus, NT, o dízimo é recebido por Cristo; logo é uma prática legitimamente cristã...

Em minha comunidade cristã, os irmãos dizimam para sustento da evangelização, missões, ministério da palavra, cuidados diversos com o templo, socorro aos necessitados... São poucas às vezes que alguém apela a repreender o devorador ou a prosperidade. O que importa é a fidelidade!

Fidelidade e Graça, Amém!

 

Pastor JJ Araújo – Ministro da Graça, pela misericórdia de Cristo.



Escrito por Pr. José Jocely Silva Araujo às 11h34
[] [envie esta mensagem] []



Não Preciso Disso Para Ser Cristão!

 

É  impressionante como nossas estruturas formais nos amordaçam, somos engessados por nossos próprios valores, perdemos espontaneamente a capacidade de pensar.

 

Estou cansado de tantas bobagens e meninices propagadas como se fossem milagres. Não agüento mais o exagero dos charlatões que se dizem emissários de Deus, fazem tantos apelos emocionais e usam tanta psicologia barata, sinto vergonha pelas pessoas que se deixam seduzir por essas coisas. Nunca consegui entender estas manifestações bizarras, pois nunca vi nenhum fato parecido com os da bíblia... digo, em relação a mortos que ressuscitam, cegos que vêem, paralíticos que andam, leprosos que são curados... Esses falsos apóstolos se especializaram em curar apenas caroços, dores de cabeça, ou seja; apenas doenças internas, ninguém pode mesmo dizer se a pessoa foi curada ou não.

 

Não duvido de milagres, nem do poder de Deus. Mas tenho todo direito e dever de colocar a prova os falsos profetas. É a bíblia quem nos autoriza a isso. Realmente; a sombra de Pedro, o lenço de Paulo, o bordão de Eliseu, o cuspe de Jesus e outros, são mencionados na bíblia. Mas quero fazer uma confissão; se eu pudesse ver o semblante destes homens após realizarem estas proezas, e, se por ventura visse que eles fizeram as mesmas caras hipócritas dos falsos curandeiros de nosso tempo, sinceramente, eu não seria um cristão, (a vaidade que exalam dá inveja a Satanás), nem precisam fazer nada para isso, basta que um incauto diga que recebeu a graça, que não é de graça; apenas psiquismo esquizofrênico.

 

O Senhor Jesus diz: Uma geração adultera e má  me pede um sinal, o único sinal que terão é minha morte e ressurreição. Na verdade o mestre dizia: Não faço sinais para agradar aos expectadores, os faço somente para ajudar os que sofrem. Não faço sinais para aparecer diante dos homens, os faço somente para que creiam. Será com os mesmos e dignos propósitos que estes falsos curandeiros apresentam-se diante das multidões? Claro que não! São tão arrogantes e mentirosos, que se não houver algum retorno financeiro, ou bajulações medíocres, eles simplesmente cancelam seus shows circenses.

 

As pessoas eram colocadas à sombra de Pedro sem que ele fizesse propaganda alguma, elas sabiam que Deus haveria de operar pela humildade do apóstolo e pela fé que eles tinham em Cristo, é assim ainda hoje: milhões de pessoas no mundo todo recebem graças de Deus apenas pela fé, mas os falsos e impostores, apóstolos do ego, exigem os direitos autorais das sombras. Pedro nunca fez isso! O apóstolo Paulo se considerava um miserável, ainda fazia tendas para não ser pesado aos irmãos. Eliseu dispensou Naamã com suas ofertas, fez recair no mercenário Geasi a lepra de Naamã.  As diferenças são gritantes, pelo amor de Deus, não comparemos estes impostores de hoje com os santos homens do passado!   

 

Um dia destes entediado com tantas idiotices do mundo góspel, insisti um pouco mais e assisti um DVD bizarríssimo. Um destes famigerados charlatões, aparece diante de uma multidão de incautos, oferecendo todo o tipo de proezas. Adivinhações ridículas que chamam de revelações, curas de todas os tipos de cânceres, mas, principalmente os caroços dos seios; pensei que ele pediria para as mulheres supostamente curadas colocarem os seios para fora, tamanho era o apelo emocional que fazia para que as imaturas mulheres massageassem o próprio seio a procura do suposto caroço. Até ai tudo bem, essas idiotices acontecem todos os dias em algum lugar do Brasil e do mundo.  Mas, o que me causou espanto, foi ver que ele é auxiliado por uma cantora com deficiência física, que nunca foi tocada por essa graça tão poderosa!  O que é isso? Santo de casa não faz milagre? Ou será que os milagres só servem para os caroços?

 

Estamos vivendo um tempo de duelos entre estes impostores. Os templos que oferecem estes tipos de entretenimentos são cada vez mais numerosos e próximos uns dos outros. Há uma disputa enlouquecida por público, as pessoas que freqüentam estas casas de espetáculos são apenas membros de platéias. Elas mudam-se com muita facilidade, é a lei de quem faz mais, aonde tem mais “milagres” é pra lá que elas vão. As igrejas históricas são taxadas por frias, sem unção, fracas... uma série de besteiras. Os tipos que fazem o gênero, cheios de unção, são visivelmente perturbados mentalmente, não é preciso ter nenhuma experiência em psicologia ou psicanálise para observar a livre associação do que eles dizem e fazem, são contradições gritantes. 

 

Não agüento mais, cultos cujas liturgias mais se assemelham a rituais industanos do que as reuniões solenes e santas que observamos na bíblia sagrada. Mantras são entoados repetitivamente, frases de impacto, gente cheia de unção no palco, mas sem nenhum caráter na vida. Hoje assisto a cena de “ministros de louvor” que levam o povo ao êxtase da unção, mas quando os mesmos estão nos bancos dos templos, ridicularizam tudo o que acontece, criticam os músicos, a mensagem, e não demonstram nenhuma reverencia. Gente orgulhosa, ciumenta, invejosa, se morde por destaque dentro das congregações... não respeitam idosos, nem liderança, nem crianças, nem autoridades, são obstinados em satisfazerem os desejos do próprio ventre.   

 

Não preciso freqüentar coisas desse nível pra dizer que sou um cristão!



Escrito por Pr. José Jocely Silva Araujo às 11h24
[] [envie esta mensagem] []



Nada o Detém!

 

Das lutas intensas surge pálida luz,

Renova-se esperança que conduz.

Para seguir confiante no caminho,

Na certeza de nuca estar sozinho.

 

Novo tempo ao entardecer,

Até a alvorada do amanhecer.

Outro dia trará nova inspiração,

Faz desabrochar flores e paixão.

 

Sob o manto sagrado da esperança,

Repousa segura forte confiança.

Lutas e tristezas passarão,

Novos tempos, novos dias virão.

 

Não temo a fúria cruel dos infiéis,

Prossigo sem temor pelo viés.

Resoluto marcho rumo ao destino,

Com coragem de peregrino.

 

Avisto esperança incandescente,

Sob tenra visão do sol nascente.

Um novo dia que desponta,

Nele, tudo renovado se encontra.

 

Cruéis algozes de maneira altiva

Devoram sorridentes, carne viva.

Tais feridas certamente saram,

Passará dores fortes que causaram.

 

O destino dos perversos é cruel,

Moídos serão ao sabor do fel.

A forca que ao inocente armaram,

Virou laço onde se acabaram.

 

Ao integro de sincero coração,

Nada há que destrua a missão.

Chegarás seguro ao destino,

Alegre como o ingênuo menino.

 

JJ Araújo.



Escrito por Pr. José Jocely Silva Araujo às 13h12
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]





Meu perfil
BRASIL, Sudeste, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese, Arte e cultura, Informática e Internet
MSN -



Histórico
Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
UOL - O melhor conteúdo
BOL - E-mail grátis
Wikipedia
Revista Impacto
Revista Soma
sepal