A Graça é de Graça.

Já fazem quase dez anos que mesmo do púlpito de uma igreja evangélica, na condição de pastor, eu já dizia: tenho vergonha de ser evangélico! No início, parecia um surto, coisa passageira, mas não era! O tempo foi passando e minhas convicções se consolidaram.

Nunca me envergonhei e nem jamais me envergonharei do evangelho! O evangelho é verdade, é graça, é espírito e vida. O ente evangélico deveria trazer na essência da vida a justiça do evangelho. Mas, ao contrário disso, quanto mais me esforço por ver, menos evangelho vejo nos evangélicos... Há muita gente sincera, conheci e conheço muita gente envolvida com o sistema que são pessoas dignas, no entanto, os representantes do sistema não são essas pessoas de bem.

Quando pensamos em igreja evangélica, pensamos em: Benny Hinn, Silas Malafaia, Edir Macedo, Renê Terra Nova, Valdemiro Santiago... uma legião de gente, aos quais não quero meu nome associado de jeito algum. Estes são os donos do sistema evangélico contemporâneo, quem se declara evangélico hoje em dia, de uma maneira ou de outra se associa a esta quadrilha que, além dos aqui mencionados eu poderia citar uma interminável lista, com milhares de nomes. 

Os empreendedores do sistema evangélico, usam o povo como massa de manobra para os seus perversos projetos de conquista e aquisições de bens, tudo em nome de uma suposta "evangelização", vendem o evangelho, subornam a fé, manipulam as escrituras, desdenham de Deus, mentem a respeito da justiça. Sou e sempre serei, do EVANGELHO! Mas, de fato, nunca fui e nem jamais serei evangélico! A menos que tudo o que hoje existe sob esta denominação, acabe! E então, evangélico, volte a ser qualidade de quem é do evangelho.



Escrito por Pr. José Jocely Silva Araujo às 12h59
[] [envie esta mensagem] []



Possesão ou Patologia?

Possessão é uma condição sobrenatural, medonha. O possesso é um indivíduo com acentuado grau de mediunidade, desconhecida, não desenvolvida. Estes acontecimentos são muito raros, e, são atestados mediante a complexidade das manifestações, tais como: psicocinesia, levitação, ruídos assombrosos, contorcionismos impossíveis, força descomunal, alteração radical do timbre de voz, oscilações térmicas do ambiente e fatores atestadamente sobrenaturais. Devido a complexidade de uma possessão, o que pode levar ao óbito, pode-se dizer que dificilmente uma pessoa comum esteja sujeita ao fenômeno.

Geralmente algumas patologias psíquicas que acontecem em ambientes religiosos, são erroneamente chamadas de possessões. Isso ocorre por total despreparo, pelo amadorismo ou oportunismo, de sujeitos que invocam as mazelas inconscientes dos indivíduos, submetidos às supostas sessões de exorcismos.

Pessoas comuns, sempre trazem algumas patologias psíquicas: complexos, síndromes, fobias, traumas, angústias, depressões... Estes sintomas denotam claramente a suscetibilidade em alguns indivíduos ao transe psicótico, ocasionando, histerias e convulsões esquizofrênicas. Diante disto, o individuo em transe, é submetido a verdadeiras sessões de torturas, físicas e psicológicas, por parte dos exorcistas charlatões. (não há nenhuma possessão, apenas hipinose).

Enfim, mediante tais condições, posso garantir: nunca houve em nenhum templo religioso do Brasil, nenhum caso de possessão legitimamente atestado. E, que Deus os livre, tal como nos filmes, as primeiras vítimas das violentas situações, seriam os próprios exorcistas, seriam facilmente assassinados pelos possessos, ou melhor, pelos espíritos que os possuem.



Escrito por Pr. José Jocely Silva Araujo às 12h49
[] [envie esta mensagem] []



Espólio

A reforma protestante nunca aconteceu de fato, o que houve foi um espólio do sistema, deixaram o modelo constantiniano e fizeram os modelos: calvinista, luterano, zwingliano, anglicano... Enfim, vieram os espólios dos espólios... E, chegamos ao decadente evangelicalismo falido de nossos dias.

O evangelho é imutável, a graça se manifesta independente de ritos confessionais. A graça não reconhece o cristianismo, nem o protestantismo, nem o catolicismo, nem o confucionismo, nem o budismo, nem o islamismo... Ela permaneceria real, mesmo que nenhum sistema fosse conhecido, mesmo se a humanidade nunca tivesse ouvido falar em Deus, ou que não existissem livros "sagrados". A graça se manifestaria através do evangelho.

O evangelho não é monopólio de ninguém, ele não se resume a simplicidade de um livro, nem a contos tantas vezes imaginários. O poder absoluto que nele opera é, o poder de Deus, para que de muitas formas e até mesmo inconscientes, todos os homens se tornem cientes de uma justiça que excede toda justiça humana.

Não poderemos negar em hipótese alguma a grande contribuição da reforma protestante para o cenário sócio-econômico e cultural. Neste sentido, ela fez toda a diferença: devolveu a autonomia dos Estados, estabeleceu o princípio do laicismo, desmistificou a religiosidade ocidental.

A teologia ramificou-se em centenas de correntes filosóficas. Estabeleceu-se a partir da reforma o livre pensamento religioso ocidental, surgiram então, aos milhares, pensadores que confrontavam todos os sistemas estabelecidos. E, isso é o legado maior da reforma: a autonomia do pensamento religioso.



Escrito por Pr. José Jocely Silva Araujo às 12h45
[] [envie esta mensagem] []



Na Moral!

Hoje, mais por falta de sono do que por qualquer outra coisa, resolvi assistir ao programa Na Moral. Também devo admitir que a possibilidade de um embate construtivo de idéias, entre, o apresentador Jô Soares, o novelista Silvio de Abreu, a desembargadora Maria Berenice Dias e o pastor Silas Malafaia, foi um dos motivadores.

Mais uma vez, o que assistimos foi a imparcialidade, o nervosismo, a voracidade anti-dialética malafaica. Quase não ouvimos o Jô falar, quandoesboçava qualquer gracejo, o Malafaia despontava no riso, sinal evidente de quem corteja a possibilidade de ser convidado pelo apresentador à uma de suas entrevistas.

É incrível como no impeto de defender o Deus dos evangélicos, o pastor Silas Malafaia acaba não se deixando conduzir pelo Deus do Evangelho!

O tema homossexualidade foi mais uma vez abordado: evidente que seria, senão o Malafaia não estaria presente. No entanto, desta vez havia uma família globo/evangélica, assistindo e participando do debate, com opiniões evasivas, superficiais, popularescas, ao modo típico.

O deputado evangelicofobico, Jean Wyllys, foi convidado, mas decidiu não participar. Achou mais prudente acatar ao conselho bíblico: fuja das vãs conversações! Coisa que o Malafaia nunca faz, mesmo sendo ele o "pastor".

Na Moral! Será a ganancia de Silas Malafaia por holofotes, tão grande assim? Será tão difícil pra ele entender que, está sendo usado! Enquanto ele atrai cada vez mais o ódio GLBT, a globo vai se consolidando como: "conciliadora, parcial, agente da inclusão, promotora dos direitos civis...".

Malafaia, Na Moral! -: não vos conformeis com este mundo... Mas, transformai-vos pela renovação da mente! - Você já saturou a imagem evangélica no meio artístico e cultural, transformou a imagem de seus correligionários em: patetas, intolerantes, preconceituosos, corruptos, avarentos, homofóbicos... Em grande parte, a culpa disso tudo é sua. Veja na novela babilônia como os evangélicos estão sendo retratados, são a sua cara! É isso o que a mídia pensa a respeito do seu povo, e por sua causa e de outros como você.

Fundamentalismo é pouco, é burrice mesmo!



Escrito por Pr. José Jocely Silva Araujo às 12h43
[] [envie esta mensagem] []



Fé demais cheira mal!

Ontem assisti na integra a entrevista do empresário Edir Macedo, concedida ao repórter do SBT, Roberto Cabrini. A chamada feita pelo próprio Silvio Santos já dava a entender o propósito da esquemática reportagem, o apresentador referiu-se ao bispo como: colega, empresário e líder da IURD. Enfim, o próprio Silvio admitiu tratar-se de uma homenagem. E, há quem diga que ele próprio sugeriu as perguntas que foram feitas ao colega.

No bom evangeliquês - dinheiro no mundo gospel empresarial é como sangue para o sacrifício, literalmente, lava todos os pecados.

Edir Macedo foi muito sutil, habilidoso, passou a imagem de vítima," homem polido, austero". Meu filho que é um menino inteligente mas pouco vivido, em momento algum durante a entrevista deixou-se ludibriar, mexendo discretamente na internet, de vez em quando dava um palpite, coisa do tipo - Esse cara é um grande empresário, muito esperto, só isso!

O que de fato deixou-me admirado, foi a lucidez do rapaz. Nesta entrevista Edir Macedo foi mesmo retratado como o bom moço, como disse anteriormente: o objetivo era homenageá-lo. O Israel, não conheceu as peripécias "macedônicas", pouco sabe a seu respeito, no entanto, foi preciso na análise.

O brasileiro não somente têm memória curta, como além de tudo é tratado como gado. Os ricos fazendeiros com o tempo se agigantam mais e mais , mesmo bandidos, viram heróis.

Estamos mesmo na terra do vale tudo! Basta lembrar que o atual presidente do senado, Renan Calheiros, renunciou ao mesmo cargo em 2007, para não ser caçado por denuncias de corrupção. O mesmo, é amigo do ex-presidente que também renunciou para não ser deposto, pelo mesmo motivo, e atualmente é senador por Alagoas, Fernando Collor.

Bandidos? que nada! Bandidos nesse país são: pretos, pobres, favelados, nordestinos... Quem rouba bilhões, são: doutores, empresários, banqueiros, excelentíssimos senadores... Mas, nas últimas décadas surgiu uma nova e super privilegiada classe: os bispos, pastores, apóstolos...

O que me deixa muito louco é o seguinte: se um menino de 16 anos pode ser crítico e preciso, então, a massa é gado por opção!? (...) Se for, que assim seja! É impossível mesmo fazer um boi pensar que é gente.



Escrito por Pr. José Jocely Silva Araujo às 12h40
[] [envie esta mensagem] []



Faz tempo que não produzo teologia, de fato, não acredito mais nessa ideia, ou possibilidade; um homem capaz de teologizar. O mais perto que chegaremos disso é, emitir opiniões pessoais, ideias bem elaboradas a respeito das coisas que supostamente conhecemos sobre Deus. Desde de 2009 não posto nenhuma mensagem, nem fundamentação, nem opinião por aqui. Mas, quando decidi abrir meu blog, inativo há mais de seis anos, tinha em mente passear no passado e rever conceitos que defendi ferrenhamente. Fiquei impressionado com certas coisas que postei! Não pretendo apagar nada, aqui está o registro das coisas que fiz e, no que acreditei desde 2006. Possivelmente refutarei a minhas próprias opiniões que hoje considero ultrapassadas, é fácil saber quais são, basta uma rápida visualização de textos antigos. Me aguardem.



Escrito por Pr. José Jocely Silva Araujo às 18h25
[] [envie esta mensagem] []



Publicarei novamente esta mensagem de 10/01/2009

Alteraria poquissimas coisas, portanto a republiquei na integra.

 

Revelação Especial.

Este ano será um tempo de redescobertas; à luz da bíblia, vamos viajar em um universo de mistérios que  se desvendarão com certa facilidade aos leitores mais atentos e cautelosos. Atenção e cautela, são dois princípios indispensáveis a qualquer estudioso que queira produzir Teologia, e não heresia. Quero que este ano seja de fato um ano bíblico para a congregação que pastoreio; vamos falar intensamente sobre: Revelação Especial, que é a bíblia, que fala de Jesus (a maior Revelação de Deus).

Deus se revela de duas formas, pela revelação Geral, e pela revelação Especial.

A Revelação Geral: é o conhecimento que todo ser humano de qualquer etnia, tribo, povo, nação e civilização, possua do divino. É impressionante que em nenhum lugar do globo, em  todos os tempos das civilizações humanas, jamais tenha sido descoberta nenhuma tribo sem a noção do divino. O ser humano é incapaz de chegar a conclusões óbvias a respeito da existência, senão, apelando para o divino. A este magnífico anseio pelo sobrenatural e descobertas provenientes disso; a Teologia denomina, Revelação Geral.

Na Revelação Geral, Deus se apresenta ao homem pela: natureza, história, razão e cuidados que Ele manifesta à criação. Basta uma simples observação de todo o sistema criado, para que a razão requeira uma resposta. Em regra geral, por mais simples que seja a explicação; suas correntezas desaguarão no divino; isto é:  Não existem respostas racionais que não sejam na essência divinizadas. Nenhum ser humano vive sem o contato ou conhecimento de Deus; mesmo subjetivamente, este contato ou revelação acontece.

Esta forma de revelação não pode resolver as questões intrínsecas do ser, por sua abstração, ela somente supre as necessidades naturais, não podendo trazer respostar aos anseios espirituais mais profundos. Neste conceito revelado, o homem divaga por diversas interpretações, em busca de respostas, acaba achando mais dúvidas, e assim, surgem as religiões. Religião (do latim: "religio" usado na Vulgata, que significa "prestar culto a uma divindade", "ligar novamente", ou simplesmente "religar"). Na intenção de religar-se ao divino, o homem acaba criando muitos atalhos, que não levam a lugar algum. É diante desta questão tão pertinente, que, Deus por seu infinito amor, deu-nos uma revelação especial de sua graça.

Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho. (Hebreus 1:1)

Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam. (João 5:39)

A Revelação Especial de Deus: A Bíblia Sagrada, de Gênesis ao Apocalipse é o registro mais importante e confiável que temos de Jesus Cristo o filho de Deus, O Deus que se fez homem, a palavra que se fez carne, a verdade viva que desceu do céu e habitou entre nós. Morreu, ressuscitou, foi elevado ao céu, hoje reina sobre todas as coisas e voltará. Este nível absoluto de revelação, só é possível pelas sagradas escrituras, não há outro mecanismo ou instrumento. Mesmo a igreja, já teria se desintegrado se não as tivesse por regra de fé e prática. A tradição oral da igreja cristã, não é plenamente confiável, sem a bíblia, a Igreja Cristã Evangélica não existiria.

Sou um biblista apaixonado! não bibliolatra! como tentam nos difamar alguns cristãos não bíblicos. Pois para os biblistas, a bíblia é uma ferramenta, uma bússola, um GPS, um roteiro confiável. Ela não é o caminho! Ela simplesmente, mostra o caminho que é Jesus. A Igreja Cristã e Bíblica é a única organização espiritual que há no mundo, e que detém o conhecimento desta verdadeira revelação especial de Deus. Por isso a ordem é: Ide e fazei discípulos, ide e pregai. Esta revelação Especial, não será entregue por outros, somente a Igreja é capaz de faze-lo. A Igreja bíblica, ora, prega, ensina, faz missões, ministra comunhão, adora em espírito e verdade, e proclama que Jesus é o Deus, Senhor e salvador de todo os homens... Como sabemos destas coisas? Através da bíblia, é claro! Não seriamos tão bem informados, se o Senhor não nos tivesse entregado essa revelação tão Especial.

Oh! quanto amo a tua lei! ela é a minha meditação o dia todo.

O teu mandamento me faz mais sábio do que meus inimigos, pois está sempre comigo.

Tenho mais entendimento do que todos os meus mestres, porque os teus testemunhos são a minha meditação.

Sou mais entendido do que os velhos, porque tenho guardado os teus preceitos.

Retenho os meus pés de todo caminho mau, a fim de observar a tua palavra.

Não me aperto das tuas ordenanças, porque és tu quem me instrui.

Oh! quão doces são as tuas palavras ao meu paladar! mais doces do que o mel à minha boca.

Pelos teus preceitos alcanço entendimento, pelo que aborreço toda vereda de falsidade.

Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para o meu caminho.(Salmo 119:97-105)

Pastor José Jocely Silva Araújo - Oh! Quão doces são as tuas palavras ao meu paladar!



Escrito por Pr. José Jocely Silva Araujo às 17h51
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]





Meu perfil
BRASIL, Sudeste, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese, Arte e cultura, Informática e Internet
MSN -



Histórico
Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
UOL - O melhor conteúdo
BOL - E-mail grátis
Wikipedia
Revista Impacto
Revista Soma
sepal